A loucura me sublima

11
Nov 10

Há tempos atrás andava de bem com a vida.
De mãos dadas, caminhava pela estrada tranquila do encantamento.
E dançava, com a vida, à luz da lua...
E cantava, com a vida, versos de amor para as estrelas distantes...
E era a melhor das vidas... o melhor dos homens.
Um dia, do nada, o percalço.
Um pequeno obstáculo:
O pedregulho no meio do caminho.
O choque...
O pé sangrando...
Choraminguei...
Me senti injustiçado.
Magoei... e me cansei
Hoje ando por aí à deriva.
Cachorro que caiu do caminhão de mudança.
Pessoa sem estômago para caminhar pelas estradas.
A vida?
Nem pintada de ouro.
Aquela ingrata!

Publicado por Antonio Medeiro às 09:22

Novembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
19
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO