A loucura me sublima

23
Mar 12

Não obstante eu negue, o diabo mora em mim.
Por sinal, ótimo inquilino.
Não faz barulho, dorme cedo, é educado e está sempre com o aluguel em dia.
Paga-me o aluguel dando-me aulas sobre a perversidade dos seres humanos.
Às vezes levo-lhe um pedaço de bolo recheado com iniquidades, e ele fica eufórico.
Em troca, ensina-me grandes diabruras, essas com as quais eu infernizo quem cruza o meu caminho.
A cada dia que passa aproxima-se mais de mim.
Percebo em seus olhos a solidão dos que nunca foram amados; nem serão.
Tenho pena do diabo; é um ser que sofre.
Está dividido entra a sua obrigação infernal e o tiquinho de nada do que sobrou em sua memória dos seus tempos de paraíso.
Sinto que é feliz por morar em mim.
Aqui ele encontra ambiente propício para multiplicar a sua doutrina, fazer o seu trabalho em paz.
E sempre conta comigo, seu mais dedicado multiplicador.
E por que não amigo?

TõeRoberto

Publicado por Antonio Medeiro às 23:04

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
24

25
26
27
28
29
31


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO