A loucura me sublima

07
Out 10

Naquela fatídica encruzilhada da minha vida, eu deveria ter escolhido o caminho que não escolhi.
O que escolhi me trouxe aqui para descobrir que eu deveria ter escolhido o outro que não escolhi.
Tivesse eu escolhido o outro que não escolhi, não estaria aqui; estaria em um outro aqui ao contrário deste em que aqui estou.
E talvez fosse outro...
Um outro talvez meio torto, com o chapéu meio torto, pendendo para o outro lado...
Mas um outro meio eu, meio um outro...
Também emaranhado nos fios invisíveis das escolhas.
Essa cruel necessidade humana.
De todos os segundos da vida.

Publicado por Antonio Medeiro às 10:22

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO
subscrever feeds