A loucura me sublima

16
Fev 12

Canto na noite o vazio dos sem coração.
Debruço-me sob a luz das estrelas, e as cordas do lamento entoam a canção dos que perderam a autoestima.
Agarro-me às notas da canção e saio à procura do meu coração ferido.
55 mágoas perfurantes o atravessaram lado a lado.
Informo-me com as damas da noite sobre o seu paradeiro.
Foi visto pela última vez caído na sarjeta dos desiludidos com uma garrafa de 51 nas veias.
Voo trôpego pelas ruas.
E ouço na noite as batidas insensatas do coração etílico.
Apresso-me...
A noite mastiga a dor dos que estão perdidos.

TõeRoberto

Publicado por Antonio Medeiro às 18:02

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
24
25

26
27
28
29


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO