A loucura me sublima

31
Mai 12

A madrugada não me caiu bem.
Foi como se tivesse engolido um tijolo.
O sufoco começava no estômago e invadia a cabeça.
Os fantasmas dançavam diante dos meus olhos.
Rostos iam e vinham na penumbra do quarto.
Respirava o pesado ar da solidão.
Aprendia, com dor, o preço de existir.
O suor escorria pelo corpo.
Desespero...
Só o silêncio no ruído da noite.
Escuridão...
O coração batendo forte como um pedido de perdão.
Enfiei mais um tijolo na boca e engoli.
E era apenas o primeiro minuto da madrugada.

TõeRoberto

Publicado por Antonio Medeiro às 23:55

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
25
26

27
28
29
30


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO
subscrever feeds