A loucura me sublima

29
Jun 13

Em vão, tento ler os lábios do silêncio da noite.
As palavras soam truncadas.
Brilham inteligíveis no cais do meu coração.
São barcos, âncoras, sal...
O mar que quebra nas pedras.
A essência do que sou.

TõeRoberto

Publicado por Antonio Medeiro às 19:38

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO
subscrever feeds