A loucura me sublima

16
Mar 14

A linha imaginária do horizonte separa o mar do fim do mundo.
Meu olhar avança o horizonte, cai do outro lado da linha.
A noite lá está à espera do dia.
O dia avança rumo ao horizonte como um pássaro entardecido.
E, devagar, silencioso, mágico, enternecido, se esvai.
Desliza pelas minhas retinas, se esvai no arrebol da tarde... cai nos braços da noite.
Não sou mais que um homem assistindo a um dos espetáculos da vida.
Só um homem...
E o mar, o grande e generoso mar, num gesto de humildade, lambe meus pés.
E eu sinto na pele e na alma que só por isso já valeu a pena ter nascido.

TõeRoberto

Publicado por Antonio Medeiro às 21:05

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Pesquisar
 
Comentários recentes
Gostei muito do texto! Parabéns!
...''Novamente vou partir à procura da felicidade....
"Tu és pó e ao pó "reverteres" Em verdade é só iss...
Meu amigo, se deixar-mos a vida nos levar, poderem...
Gostei do novo visual do blog... E tenho gostado s...
Posts mais comentados
2 comentários
2 comentários
1 cometário
blogs SAPO
subscrever feeds